segunda-feira, 7 de maio de 2012

Amiga

A AMIGA

            (OMITO-LHE O NOME) 
   
   



A amiga,
por vezes não é amiga,
pode ser musa,...
Que instiga!
Também o que importa?
Nada é sério.
Quando se sorri com lágrimas.
Abaixo os crocodilos,
vivam os amigos.
Com ou sem fumaça,
sem ou com pirraça.
Sem ou com, com ou sem,...
Momentos de puro prazer.
Sem um toque sequer
que apodreça o belo,
que transmute em amarelo
o multicores de amizade.
Vivam as amigas,
sobrevivam as musas,
ou vice-versa!

CFGauss & Nana

Este poema tem mais de 20 anos e. num passe de mágica, surge em minha TL, a doce Nana. Bem vinda de volta guria. Beijos em você!

Um comentário:

Deh... disse...

LindOoo poema.
Viva as amigas, os amigos e as amizades...

Beijos